50 Anos da tração 4X4 Suzuki

50 anos após seu nascimento, a tração nas quatro rodas da Suzuki está mais atual do que nunca e é um dos pilares da marca. Através de cinco décadas de constante evolução, o atual AllGrip foi capaz de se adaptar a diferentes tipos de carros e alcançou cinco segmentos (compacto, urbano, off-road, SUV e Crossover) e todos os modelos Suzuki comercializados na Espanha: Swift, Ignis , Jimny, Vitara e S-Cross. Graças a isso, a Suzuki trouxe tração 4×4 para todos os públicos e a um preço razoável. De fato, o Suzuki Swift 1.2L 4×4 Mild Hybrid (exclusivo em seu segmento) e o Ignis 1.2L 4×4 Mild Hybrid são os dois modelos de tração integral mais acessíveis dos vendidos no mercado espanhol.

1970: o primeiro Jimny aparece

O compromisso da Suzuki com a tração nas quatro rodas começou no final dos anos 60, quando foi observada a necessidade de criar um SUV pequeno, eficiente, simples e leve. Em 1970, foi apresentado o Suzuki LJ10 Jimny, que media menos de três metros de comprimento, pesava apenas 600 kg, tinha 3 assentos e um motor de dois tempos de 360 ​​cm3 e 25 HP. Essas dimensões e dimensões, juntamente com um sistema de tração nas quatro rodas que pode ser conectado a uma engrenagem de redução e ao rígido eixo duplo, fizeram dele um veículo off-road eficiente. Ele podia escalar trialeras, entrar em florestas profundas e avançar por caminhos estreitos sem se desgrudar.

O sucesso do primeiro Jimny foi imediato e, nos anos 70, evoluiu, ganhando força e capacidade. O mundo precisava de Jimny e as exportações começaram com a chegada de melhores benefícios. Motores mais potentes e três corpos chegaram: abertos, fechados e pickup.

Nos anos 80, nasce outro mito: o Vitara

A Suzuki estava à frente de seu tempo ao apresentar o Vitara no Tokyo Motor Show de 1988, criando um carro que lançou as bases para o conceito de SUV que está tão na moda hoje. Esse modelo visionário trouxe a tração nas quatro rodas para um novo tipo de carro, mais confortável, amigável e eficiente na cidade e na estrada do que os SUVs convencionais.

O Suzuki Vitara tem tração nas quatro rodas em seus genes e, ao longo de suas três décadas de vida, permaneceu fiel à idéia original. Hoje é o único SUV da sua classe que possui um verdadeiro sistema de tração nas quatro rodas e oferece um verdadeiro espírito 4×4.

Na década de oitenta (1981), também veio a segunda geração do Jimny, o SJ 410, com um estilo mais atual, a mesma filosofia leve e eficiente e de olho nas exportações. Em 1983, o SJ 413 foi lançado, já com um motor de 1,3 litro, caixa de 5 marchas e um interior aprimorado que estabeleceu a marca em novos mercados. Este modelo começou a ser produzido sob licença na Espanha a partir de 1985. Em 1988, o Samurai apareceu, com faixas mais amplas e melhor comportamento; e logo depois, o Corpo Longo, com 58 centímetros a mais de comprimento.

Anos 90, sucesso sem precedentes do Vitara

Nos anos 90, a Vitara superou todas as expectativas de vendas em todo o mundo. Ao longo de sua história, mais de 3 milhões de unidades deste carro foram comercializadas, comercializadas em 190 países e cinco continentes e fabricadas em três.

A gama está em expansão e, em 1991, foi lançada a carroceria de quatro metros e cinco portas. Novos motores, como o 1.6i de 16 válvulas de 97 cv ou o V6 de 2,5 litros, melhoram suas capacidades e conforto. O motor 1.9TD chegou à Europa em 1996. A produção dessa geração do Vitara levaria cinco anos.

O ano de 1998 foi muito importante para a linha Suzuki 4×4, porque foram apresentados dois novos modelos: Grand Vitara e Jimny. O primeiro trouxe um design mais elegante e maior capacidade interior, mantendo intacta a herança 4×4 da Suzuki com seu chassi separado, tração conectável e suspensões capazes. O Jimny de terceira geração teve suspensão de mola, o que aumentou o deslocamento da roda em comparação com o SJ anterior; e tinha um sistema de tração conectável em movimento. O design bem-sucedido de Jimny permitiu que ele estivesse no mercado por 20 anos, com pequenas atualizações, até 2018.

Chegam os crossovers da Suzuki com tração integral

A Suzuki aperfeiçoou o conceito original com a segunda geração do Grand Vitara, lançada em 2005. Com um design mais esportivo e atraente, foi oferecida com uma extensa gama de motores e um sistema de tração 4×4 conectável com diferentes modos de direção.

Em 2003, a Suzuki inova mais uma vez, apresentando uma versão 4×4 do pequeno crossover Ignis. Os crossovers se estabelecem na linha Suzuki com o lançamento do SX4 em 2005. A tração nas quatro rodas também se estende a outros tipos de carros e, em 2009, um salão como o Suzuki Kizashi também se beneficia dessa tecnologia.

Os anos 2010: total comprometimento com a tração nas quatro rodas

Nesta década, nasce uma nova geração do Vitara, que permanece fiel ao espírito original e à tração nas quatro rodas. Há também uma nova geração do SUV puro: o Jimny; e o Ignis, S-Cross e Swift, que se torna o único modelo de tração integral no segmento B.

Os sistemas de tração 4×4 da Suzuki são agrupados sob o nome All Grip e três variantes deste sistema são criadas para melhor adaptação a diferentes estilos de vida e tipos de carros. O Suzuki Ignis e Swift montam o sistema All Grip AUTO simples e eficiente. O Vitara e o S-Cros possuem o All Grip SELECT, que permite selecionar através de um comando entre quatro programas: Automático, Esporte, Neve e Trava. E o Jimny SUV possui o All Grip PRO com redutor.

samoelweck
  • samoelweck
  • Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.