A nova identidade de design da Renault abre caminho

Postado por -

Após quatro carros-conceitos e aguardando o Novo Clio, na Europa, a estratégia de design se materializa nos veículos de série, com o Novo Twingo, que já está nas ruas, e o ZOE,  que já foi apresentado no Salão de Genebra deste ano. Sem esquecer o indescritível Twizy. Com a palavra, Laurens van den Acker, Diretor do Design Industrial da Renault, para falar um pouco sobre a nova identidade de design da marca Renault.

No âmbito do plano “Renault 2016 – Mude a Direção”, vocês lançaram uma estratégia de design baseada nas etapas da vida. Você pode nos dizer quais são elas em termos gerais? 
R:
 Como a marca Renault está centrada no ser humano, a estratégia de design da Renault é inspirada em três palavras-chave: “simples”, “sensual” e “calorosa”. Por isso, é natural que tenhamos desejado organizá-la em torno das etapas da vida de nossos clientes, sendo cada uma representada por um carro-conceito: eles se apaixonam (DeZir), descobrem o mundo (Captur), começam uma família (R-Space), trabalham (Frendzy), se divertem e adquirem sabedoria. 

Para quando estão previstos os dois carros-conceito que representam as duas últimas etapas da vida?
R:
 Ainda é muito cedo para falarmos disso. Mas, a nossa estratégia de design não é percebida apenas através dos carros-conceito. Ela também se traduz em nossos veículos de série, com a introdução progressiva de uma nova identidade visual frontal. O Novo Twingo é o primeiro exemplo, que ganhou mais personalidade. O ZOE é a confirmação, enquanto aguardamos a revelação do Novo Clio, na Europa.

O que caracteriza esta nova frente?
R:
 Um amplo losango, vertical, bem visível e proeminente. Além destes sinais de identificação, cada veículo terá sua própria personalidade. O Novo Twingo, por exemplo, representa a expressividade. Assim, ele ficou mais simpático e alegre. Também demos a ele mais sensualidade e sedução, retomando o espírito inicial da primeira geração Twingo. Com o Novo Clio, que será lançado na Europa, iremos ainda mais longe, pois ele é totalmente inspirado no conceito DeZir. Isto é apenas o início de uma longa e bela aventura para a Renault, com a nova cara de uma gama que vai agradar ao maior número de pessoas – isso é o que espero!

Como será integrada a nova frente no ZOE, a estrela desta edição do Salão de Genebra?
R:
 O carro tem um ar atraente de cumplicidade, e integra perfeitamente a portinhola de recarga atrás do losango. O losango tem um acabamento cromado azulado, assinatura da identidade elétrica. O ZOE reúne toda a excelência da tecnologia elétrica da Renault em um design expressivo, com proporções contemporâneas e seguras. Ele remete à energia pura: através seu design externo, que transmite uma força natural e extrema fluidez, além de seu acabamento interno claro e seu painel de bordo, que remete a uma hélice eólica. 

O Twizy é um veículo descolado. Como ele se insere na nova estratégia de design?
R: 
A função do Twizy definiu o seu design. O habitáculo é uma espécie de célula de proteção. O Twizy pode ser visto como um capacete, colocado sobre uma base técnica, que apresenta a menor superfície de contato com o solo possível. O perfil deste capacete, assim como seu tratamento em torno do passageiro, reforça a visibilidade no trânsito. Suas quatro rodas, que ultrapassam o habitáculo, conferem a ele proporções inéditas. Seus faróis arredondados, integrados à nova identidade, expressam simpatia. A largura do teto e do parabrisa em vidro oferecem tanto segurança quanto transparência. O Twizy é um veículo aberto para o mundo.

Leia também:

Hyundai revela o novo Santa Fé

João Ferreira garante o título da Novatos no kart

México se irrita e pede reunião ‘cara a cara’ com Brasil sobre importação de carros

Fonte: Renault Press

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.