Audi desenvolve ronco artificial para carros elétricos

Postado por -

Normas ambientais cada vez mais rígidas já fazem com que muitas montadoras repensem o futuro de seus superesportivos. Uma opção é equipá-los com motores elétricos, que não emitem poluentes.

 

""

 

A questão é que esses motores também não emitem ruídos, característica que pode ser considerada negativa para um veículo dessa categoria. Tanto que marcas como a Ferrari têm seus "maestros", cuja missão é apenas afinar o ronco de seus bólidos.

A Audi, que desenvolve o conceito elétrico e-tron, divulgou nesta semana que testa um sistema acústico que emite um som artificial para o motor do seu esportivo do futuro.

"Reunimos muita experiência com o passar dos anos e, com isso, aprendemos a amplificar as frequências agradáveis e eliminar os ruídos indesejáveis", explica Rudolf Halbmeir, engenheiro de acústica da Audi, tentando convencer que o ronco artificial dos superesportivos movidos a eletricidade tende a ser mais apurado que o "natural", produzido pelos motores a combustão.

Batizado de e-Sound, o som sintético da Audi é gerenciado por um software, que leva em consideração informações como a rotação do motor elétrico, a carga e a velocidade do veículo.

DISTRAÍDOS

A principal entidade de segurança veicular dos Estados Unidos, a NHTSA, está preocupada justamente com o silêncio absoluto dos carros elétricos, pois, ao não emitir ruídos, poderiam representar um risco a pedestres distraídos e deficientes visuais.

Por isso o órgão quer uma lei que obrigue todos os automóveis a emitir algum som se estiverem em movimento. Elétricos, como o Tesla, possuem alto-falantes opcionais para o lado de fora da cabine justamente para simular o ronco de um motor a combustão.

Fonte: jornalfloripa

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.