Com disputas acirradas, 3ª etapa do Supermoto Brasil Cup foi um show

Postado por -

O Kartódromo Municipal de Limeira recebeu neste fim de semana o Supermoto Brasil Cup, o maior campeonato da modalidade no país. Com os boxes lotados, cerca de 50 pilotos deram um show de habilidade sobre as motocicletas. Confira abaixo um breve resumo de cada uma das baterias.

SM4 – 1ª bat.

 Após largar na pole e manter  a posição por algumas voltas, Simão Lawant caiu, nas rapidamente levantou-se, agora no pelotão intermediário. Algumas voltas depois o piloto Jeferson Valezin caiu e foi atingido por outro piloto, interrompendo a prova. O piloto foi removido com algumas escoriações e passa bem. Anderson Fornielles, relargou na frente, com Beto Vieira, em segundo. Volta após volta as disputas se intensificaram, dando um show ao público. No final, Simão Lawant venceu, com Marcelo Souza em segundo e Beto Vieira em terceiro.

 SM3 Pro – 1ª bat.

 Em uma corrida marcada pelo equilíbrio, a SM3 Pro viu uma ótima disputa pela liderança entre os pilotos Marcelo Toma, Felipe Teixeira e Alex Borges e outra boa disputa entre Arthur Costa e Thiago Mendonça. Na bandeirada, Felipe passou na frente, com Alex Borges em segundo e Arthur Costa em terceiro. Toma abandonou a prova no final, com problemas mecânicos.

 
SM3 – 1ª bat.

 Em mais uma prova marcada por ótimos pegas, Khadun Lima, o estreante Renzo Fahl, atual líder da categoria CBR500 no SuperBike Brasil, e Mauricio Sagui disputaram a liderança, terminando a corrida assim, enquanto Thiago Marques e Eduardo Venzol disputaram volta a volta a 5ª posição. Outro ótimo pega foi entre Alexandre Martins, Fernando Pan e Helton Bomer, que disputaram a 9ª posição.

 

Khadun Lima – SM3

SM2 – 1ª bat.

 Apesar de Pedro Rehn ter feito a pole, José Junior fez a melhor largada. Francisco Fox, que largou em terceiro, manteve a posição e ficou colado nos dois ponteiros. Pedro Rehn recuperou a liderança ainda na primeira volta e Francisco Fox aproveitou para ultrapassar José Junior, mantendo a pressão sobre Pedro por mais algumas voltas. No final da prova, Pedro Rehn venceu com boa vantagem, com Francisco Fox em segundo e José Junior em terceiro.

SM1 – 1ª bat.

 Rafael Fonseca manteve a 1ª colocação ao fazer uma boa largada, com Fernando Orsi e Kleber Augusto logo atrás. Rafael Fonseca abriu vantagem sobre o piloto que vinha atrás volta após volta, com Fernando Orsi fazendo o mesmo com Kleber Augusto, que disputava a 3ª colocação com Kleber Justino, que se adaptou muito bem à nova moto. Marcelo Skaf, piloto de motovelocidade, fez sua estréia no supermoto com uma moto emprestada e obteve um bom resultado, terminando na 7ª colocação. Luciano Donato, piloto oficial BMW no Moto1000GP, também fez sua estréia na modalidade, terminando em nono. Rafael Fonseca foi o vencedor, seguido por Fernando Orsi e Kleber Justino.

SM4 – 2ª bat

 Após o intervalo para o almoço, os veteranos voltaram para a pista. Em uma disputada corrida, Marcelo Souza conquistou sua primeira vitória na modalidade, trazendo muitas emoções a si e aos amigos, com Simão Lawant chegando em segundo e Beto Vieira em terceiro. Simão Lawant levou a vitória na classificação geral por um ponto de diferença, enquanto Marcelo Souza ficou em segundo e Betão em terceiro.

SM3 Pro – 2ª bat

 Após pular na dianteira, Felipe Teixeira teve de lidar com a pressão de Alex Borges do começo ao fim, com o piloto da baixada santista levando a melhor. O terceiro colocado foi Paulo Brito, que não diminuiu o ritmo até receber a quadriculada. Felipe Teixeira, Alex Borges e Paulo Brito também foram os três melhores na classificação geral.

SM3 Pro - Felipe Teixeira 01 - Factor Media

Felipe Teixeira – SM3 PRO

SM3 – 2ª bat.

 Khadun Lima saiu na frente, com Renzo Fahl colado na sua traseira. O único momento em que o jovem piloto desgrudou de Kadhun Lima foi quando um retardatário o atrapalhou, porém, rapidamente ele recuperou a diferença e cruzou a linha de chegada praticamente ao lado do líder. Mauricio Sagui foi o terceiro colocado na bateria. Este também é o resultado da classificação geral da etapa.

SM2 – 2ª bat.

 Pedro Rehn largou na ponta e dessa vez manteve-se assim após a primeira curva. Francisco Fox e José Junior vieram na segunda e terceira colocações, respectivamente. Estes dois pilotos disputaram a segunda posição do início da bateria até receber a bandeira de chegada. Pedro Rehn venceu a etapa, com Francisco Fox em segundo e José Junior em terceiro.

SM2 - Pedro Rehn 02 - Mori Action Media

Pedro  Rehn – SM2

SM1 – 2ª bat.

 Apesar de Rafael Fonseca ter largado na pole, Fernando Orsi foi o primeiro a contornar a curva 1, com Rafael Fonseca logo atrás dele. Kleber Justino não deixou os dois abrirem vantagem e veio na terceira colocação, com Kleber Augusto no seu encalço, mas não por muito tempo, já que Kleber Justino logo abriu vantagem sobre ele e passou a pressionar Fernando Orsi, enquanto Rafael Fonseca abriu vantagem sobre ele. Rafael Fonseca fez uma belíssima chegada, garantindo o lugar mais alto do pódio. Fernando Orsi foi o segundo e Kleber Justino o terceiro. O resultado geral da etapa foi o mesmo dessa bateria, com Rafael Fonseca ampliando sua vantagem sobre o vice-líder.

SM1 - Rafael Fonseca 02 - Factor Media

Rafael Fonseca – SM1

 A terceira etapa do maior campeonato de supermoto do Brasil foi marcada pela alegria e um grande clima de amizade, companheirismo e respeito entre pilotos, membros de equipe, convidados e organização, um ambiente muito elogiado por pilotos, pelo público e pela administração do kartódromo (Limeira Kart Club), que enfatizou o fato deste ser um evento para se trazer toda a família. A próxima etapa do Supermoto Brasil Cup será no dia 4 de Outubro, na cidade de Araraquara (SP).

Supermoto Brasil Cup 2015

Patrocínio:

Tutto Moto / Shoei / Metzeler / Alemão Pneus.

Co-Patrocínio:

Brakes Casa da Pastilha / America Sports / Performance Motoparts / Laser Tech / Impacto Suspensão / Sac Seguros / Mori Action Media / Kahuna / Velasco Racing / R2L Sports Wear / Kwt Aquecedores de Pneu / Zeus Capacetes / RB5 Design / Black Sun

Patrocínio local:

Yamaha Ápia Motos / Hotel Cristal Inn / Pousada Feliz

Fotos: Factor Media / Mori Action Media

Daniella Velasco, conhecida por todos como "Dani", além de amante da velocidade sobre duas rodas é piloto da categoria SUPER MOTO, e gosta de escrever para divulgar e para a valorização do motociclismo.