Copa das Federações de Kart: o que podemos esperar no futuro?

Postado por -

Nos últimos dias, seis, sete, oito, nove e 10 de março foi realizado no Kartódromo Internacional de Serra, região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo a primeira Copa das Federações de Kart. O evento contou com a participação de 126 pilotos, representando 19 estados, divididos em diversas categorias.

Não há dúvidas que se analisarmos a quantidade de pilotos e de estados participantes o campeonato foi um sucesso, mas a pergunta que fica no ar é: qual ou quais são os pilotos que realmente se destacaram e que tem talento e potencial para no futuro disputar um campeonato de ponta como a Fórmula 1 e Stock Car  por exemplo?

Esse é o grande problema. Claro que é extremamente válido e fundamental a realização de eventos como a Copa das Federações de Kart e o Super Kart Brasil, já que o kart é o começo de tudo, porém não estamos conseguindo revelar nenhum grande talento para o esporte. Inclusive o kart hoje é utilizado muito mais para o lazer do que propriamente para o início de uma trajetória no automobilismo.

É preciso realizar urgente uma reflexão profunda sobre o atual momento do automobilismo brasileiro. Se analisarmos pela quantidade de campeonatos, o saldo é positivo. Mas onde estão os talentos? Onde estão os campeonatos de fórmula (monopostos) que segundo os especialistas do esporte é a base para a formação completa de um piloto?  Será que em 2013 teremos um piloto brasileiro na Fórmula 1?

Espero que venham dias melhores para o nosso automobilismo, por que não é possível sermos a quarta maior produtora de carros do planeta, termos diversas competições  e representantes nos cameponatos mundo a fora e ainda assim não estamos tendo a capacidade ou competência para revelarmos algum talento para o esporte a motor?

Fonte: Coluna – Pelas Pistas

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.