Depois das férias, veículo blindado precisa de revisão

Postado por -

""

Manutenção preventiva garante eficácia da proteção; buracos nas estradas e outras situações adversas podem prejudicar o veículo blindado

 
Passado o mês de férias, quando muitos aproveitam o recesso escolar para embarcar com seus carros em viagens pelo país, é hora de estacionar o veículo para uma minuciosa revisão. Esse cuidado deve ser ainda maior quando o carro é blindado, já que a falta de manutenção e alguns pequenos problemas normalmente ocasionados ao longo da viagem podem comprometer a eficácia da proteção.
 
“Fatores como mudanças bruscas de temperatura e as péssimas condições das estradas do país afetam qualquer tipo de carro, inclusive os blindados. Por isso, uma criteriosa inspeção para avaliar as condições de rodagem e, principalmente, de segurança, é fundamental depois de exigir tanto do automóvel durante as viagens de férias”, explica Fábio Rovedo de Mello, da Concept Blindagens.
 
Além do balanceamento e alinhamento do veículo, devem ser checados os sistemas de freio e suspensão, bem como demais itens fundamentais (travas, airbags, dispositivo de acionamento dos vidros, módulos e outras eletrônicas embarcadas no veículo). As condições gerais dos vidros também devem ser minuciosamente verificadas.
 
Os “obstáculos” encontrados nas estradas do país reforçam ainda mais a necessidade da revisão pós-férias. Lombadas, valas e desníveis de solo não sinalizados, além de inúmeros buracos em quase todas as rodovias brasileiras, podem abalar a estrutura do veículo e, por consequência, desajustar ou pressionar os componentes do automóvel, causando ruídos e desconforto ao condutor.
 

“Na revisão, esses problemas são rapidamente verificados e solucionados, mantendo o veículo em boas condições de rodagem bem como a integridade e eficácia da proteção blindada”, diz o especialista da Concept, que indica. “Para o serviço de revisão, o proprietário do veículo blindado deve procurar uma empresa idônea, capacitada tecnicamente e devidamente regularizada com o Certificado de Registro (CR), documento que permite a atuação nesse segmento. A empresa deve seguir as orientações tanto da blindadora quanto do fabricante do veículo. Reserve um tempo para tal ação preventiva. Não deixe de fazê-la, para que o automóvel e a blindagem garantam a eficácia de seu objetivo, que é o conforto conjugado com a segurança”, conclui Rovedo.

Fonte: segs.com.br

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.