Dobradinha dos Porsches 919 Hybrid em Nüburgring

Postado por -

A equipe Porsche Team conquistou o primeiro e segundo lugares perante uma ótima plateia na quarta rodada do Campeonato Mundial de Endurance (World Endurance Championship, WEC) da FIA na pista de Nürburgring. O trio de pilotos formado por Timo Bernhard (Alemanha), Brendon Hartley (Nova Zelândia) e Mark Webber (Austrália) venceu a corrida de seis horas embaixo de temperaturas de mais de 30°. Logo atrás veio o carro “irmão”, Porsche 919 Hybridl, pilotado por Romain Dumas (França), Neel Jani (Suíça) e Marc Lieb (Alemanha), que chegou em segundo lugar. Durante o fim de semana 62.000 pessoas criaram um pano de fundo fantástico para a primeira corrida alemã do WEC.

Depois da primeira vitória conquistada pelo Porsche 919 Hybrid na final do campeonato realizada no Brasil no ano passado e o recente resultado com o 1° e o 2° lugar em Le Mans em 2015, este é o 3° sucesso de grande importância para a jovem equipe e a tecnologia híbrida pioneira do protótipo. Para a equipe de pilotos, que inclui o ex-piloto de Fórmula 1,Mark Webber, esta é a primeira e tão esperada vitória em uma corrida do WEC. Com este resultado de sonhos, a Porsche ampliou sua vantagem na pontuação dos fabricantes no campeonato mundial e agora está 33 pontos à frente da Audi e 95 à frente da Toyota.

Com um circuito relativamente curto e sinuoso de 5,137 quilômetros de distância e as diversas categorias deslocando-se a diferentes velocidades, a corrida foi muito movimentada, com manobras emocionantes de ultrapassagem durante as voltas. A maneira que o carro de Dumas/Jani/Lieb chegou em 2° lugar foi repleta de emoções.
Depois de iniciar a corrida da pole position, eles perderam a liderança na primeira metade da corrida devido a longas penalidades com parada do veículo depois de um problema técnico. Embora geralmente os pilotos sejam trocados pela equipe em todas as paradas para abastecer na corrida de Nürburgring, Neel Jani ficou no carro por 76 voltas, o que representou dois turnos e meio. Foi também Jani que registrou a volta mais rápida da corrida de Nürburgring, com um tempo de 1:37,955 minutos.

Como foi a corrida para o carro número 17:
Timo deu a largada na segunda posição, atrás do carro irmão. Durante o período de “Full Course Yellow” (circuito completo em amarelo) ele perdeu aproximadamente dez segundos devido a carros lentos entre ele e o carro liderando a corrida. Mais tarde, um bico danificado prejudicou a aerodinâmica, e por esse motivo a equipe decidiu parar antecipadamente. Depois de 24 voltas, Timo entregou o carro a Mark, que continuou a corrida com uma nova dianteira. Eventualmente, depois de ter caído para a sexta posição, Mark ultrapassou o Audi de número 7 na 40ª volta e voltou ao 2° lugar, atrás do carro irmão. Depois de 56 voltas Mark entregou o carro a Brendon, que assumiu a liderança na 64ª volta, quando o carro de número 18 foi penalizado. Timo ultrapassou o carro na liderança depois de 89 voltas, e então devolveu o carro a Mark após 123 voltas. Brendon retornou depois de 144 voltas, durante um período de circuito completo em amarelo. Mark então assumiu o volante depois de 175 voltas para o turno final e levou o carro à vitória.

Porsche 919 Hybrid, Porsche Team: Timo Bernhard, Brendon Hartley, Mark Webber

Porsche 919 Hybrid, Porsche Team: Timo Bernhard, Brendon Hartley, Mark Webber

Como foi a corrida para o carro número 18:
Neel defendeu a pole position contra o carro irmão. Ele entregou o carro a Marc depois de 31 voltas, quando estava com mais de um minuto de liderança. Depois de 54 voltas, Marc recebeu a primeira das três penalidades com parada pelo carro de número 18. A primeira durou cinco segundos. Quando retornou à corrida, ele batalhou arduamente contra Mark no carro irmão e defendeu a liderança. Romain assumiu o volante depois de 63 voltas e ficou na segunda posição, porém, depois de 78 voltas, ele recebeu uma penalidade de parada do carro com 30 segundos de duração, seguida por outra penalidade de parada do carro de 60 segundos depois de 82 voltas. O motivo era um problema com um sensor do motor, que estava fazendo com que o carro usasse mais combustível por volta do que permitido pelas regras. Neel retornou ao carro depois de 96 voltas, na quarta posição. Ele completou um turno duplo, com reabastecimento e novos pneus depois de 129 voltas. Ele dirigiu por ainda
mais tempo quando próximo período de circuito completo em amarelo ocorreu, pois teve que fazer um pit-stop para reabastecer depois de apenas 144 voltas. Ele assumiu a 3ª colocação depois de ter ultrapassado o Audi de número 8 e, a partir da 167ª volta, ele travou uma batalha emocionante com os dois carros da Audi. Neel fez um pit-stop depois de 172 voltas, quando o carro estava em 3° lugar. Marc assumiu o volante durante os últimos 45 minutos e melhorou sua colocação, chegando ao segundo lugar.

Porsche 919 Hybrid, Porsche Team: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb

Porsche 919 Hybrid, Porsche Team: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb

Comentários depois da corrida:

Matthias Müller, Presidente da Diretoria Executiva da Porsche AG: “Chegamos aqui com expectativas enormes depois do bem-sucedido fim de semana em Le Mans. O período desde o dia 14 de junho foi obviamente bem utilizado e hoje demonstramos o que a Porsche consegue fazer, não apenas na categoria LMP1, como também na GT e Pro. Parabéns a toda as pessoas envolvidas”.

Wolfgang Hatz, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento: “O 1° e o 2° lugar na corrida de qualificação de ontem e o 1° e o 2° lugar na corrida de hoje com o 919 Hybrid, bem como com os dois Porsche 911 RSR, não há nada melhor que isso. Todos fomos recompensados pelo trabalho árduo”.

Fritz Enzinger, Vice-Presidente para a categoria LMP1: “A conquista do 1 e 2° lugar na primeira corrida do WEC em solo doméstico é um sonho que se tornou realidade. O novo pacote aerodinâmico funciona muito bem. Isso e os pontos de hoje nos trazem um pouco mais perto de nosso objetivo de vencermos o campeonato dos fabricantes. Também quero agradecer a toda a equipe, em Weissach. Estamos aguardando com ansiedade as quatro próximas corridas de seis horas”.

Andreas Seidl, Chefe de equipe: “Para nós, a corrida foi um pouco como andar na montanha russa. O carro de número 17 foi danificado já no início da corrida, mas não teve outros problemas depois disso. O carro de número 18 sofreu três penalidades com parada do carro. Estávamos excedendo o limite de energia permitido devido a um problema técnico, mas os pilotos nunca desistiram e lutaram para reconquistar sua posição. Nossa equipe do pit-stop estabeleceu, mais uma vez, novos recordes para os pit-stops mais rápidos. Também quero agradecer a nosso parceiro de pneus Michelin por sua ótima colaboração, que desempenhou um papel importante na conquista de hoje, especialmente em relação às temperaturas elevadas”.

Pilotos do Porsche 919 Hybrid número 17
Timo Bernhard (34, Alemanha): “Já estivemos próximos da vitória em algumas ocasiões, mas desta vez deu certo. A largada foi bem, mas durante o período de circuito completo em amarelo eu perdi um pouco da minha vantagem por causa dos carros lentos entre meu carro e o carro irmão, que estava na liderança. Em certo momento, ficou difícil dirigir devido aos danos na dianteira e decidimos fazer um pit-stop antecipado para a colocação de um novo bico depois de 24 voltas. Depois de um início complicado, batalhamos para reconquistar nossa posição na liderança. É claro que fomos beneficiados pela falta de sorte do nosso carro irmão, mas também estávamos fazendo um bom trabalho”.

Brendon Hartley (25, Nova Zelândia): “Estou muito feliz por termos conquistado nossa primeira vitória. Tudo correu bem depois de o Timo ter tido um pouco de azar no seu primeiro turno. Depois que o bico foi trocado por um novo, o desempenho do carro voltou ao nível que deveria estar, e assumi a liderança quando nosso carro irmão foi penalizado. Depois disso ficamos à surdina e mantivemos nosso enfoque.

Mark Webber (39, Austrália): “A conquista do 1° e 2° lugar depois de Le Mans é ótimo para nossa equipe. Esta é minha primeira vitória com a Porsche e, é claro, é um dia muito importante para o Brendon, o Timo e para mim, e sempre é um trabalho de equipe. Os dois estiveram excelentes, não tivemos problemas técnicos e demos um passo importante ao melhorarmos nosso desempenho em pistas mais curtas. Em algumas ocasiões, o tráfego estava péssimo hoje, mas chegamos lá”.

Pilotos do Porsche 919 Hybrid número 18
Romain Dumas (37, França): “O problema técnico e as penalidades resultantes causaram uma decepção enorme hoje. A chegada em segundo lugar é um ótimo resultado nestas circunstâncias e é, com certeza, importante para o campeonato do fabricante. Apenas pudemos batalhar para reconquistar nossa posição durante a corrida por que estávamos com muita força neste fim de semana, e isso vale também para nossa equipe do pit-stop, isso precisa ser mencionado”.

Neel Jani (31, Suíça): “Meu primeiro turno foi um sonho, praticamente o oposto das voltas iniciais em Le Mans, mas perdemos uma vitória na corrida devido às penalidades. A batalha que travamos contra os carros da Audi foi novamente interessante. Fui mais rápido na primeira parte da volta e consegui ultrapassá-los, mas depois tive que economizar combustível e eles me alcançaram na segunda parte da volta. No final conseguimos superá-los”.

Marc Lieb (35, Alemanha): “Foi uma pena tão grande não termos conseguido vencer a corrida por causa das penalidades. Estávamos muito felizes depois de termos conseguido a pole position ontem, mas hoje não foi nosso dia. É muito frustrante quando você é chamado para a área do pit-stop e precisa esperar lá sem necessidade. Independentemente de como foi nossa corrida, fiquei orgulhoso de ver esta enorme plateia aqui na pista de Nürburgring”.

Resultado da corrida de seis horas de Nürburgring (Alemanha):
1. Bernhard/Hartley/Webber (Alemanha/Nova Zelândia/Austrália), Porsche 919 Hybrid, 203 voltas
2. Dumas/Jani/Lieb (França/Suíça/Alemanha), Porsche 919 Hybrid, 01 volta atrás
3. Fässler/Lotterer/Tréluyer (Suíça/Alemanha/França), Audi R18 e-tron quattro, 01 volta atrás
4. Di Grassi/Duval/Jarvis (Brasil/França/Grã Bretanha), Audi R18 e-tron quattro, 01 volta atrás
5. Davidson/Buemi/Nakajima (Grã Bretanha/Suíça/Japão), Toyota TS040 Hybrid, 03 voltas atrás
6. Wurz/Sarrazin/Conway (Áustria/França/Grã Bretanha), Toyota TS040 Hybrid, 04 voltas atrás

Campeonato Mundial de Endurance (WEC) da FIA, depois de quatro das oito rodadas,Pilotos:
1. Lotterer/Tréluyer/Fässler (Alemanha/França/Suíça), Audi, 95
2. Bernhard/Hartley/Webber (Alemanha/Nova Zelândia/Austrália), Porsche 78
3. Dumas/Jani/Lieb (França/Suíça/Alemanha), Porsche, 76
4. Tandy (Grã Bretanha), Porsche & Oreca, 66
5. Bamber/Hülkenberg (Nova Zelândia/Alemanha), Porsche, 58
6. Di Grassi/Duval/Jarvis (Brasil/França/Grã Bretanha), Audi, 52

Fabricantes:
1. Porsche 184
2. Audi, 151
3. Toyota, 89

 

Sobre a Porsche Brasil:
Atualmente, a rede de concessionária da Porsche no país é formada por sete Porsche Centers. A Stuttgart Sportcar é proprietária e administradora integral das concessionárias da Porsche em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba. Em Brasília, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, a marca é representada pela Eurobike.

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.