Ford Ranger no Rally dos Sertões

Postado por -

Ford Ranger passa por verdadeira “revolução” para buscar título inédito

Equipe X Rally Team reedita a parceria com a preparadora sul-africana NWM, que realizou profundas atualizações nos protótipos que competirão nas mãos de Cristian Baumgart/Beco Andreotti e Marcos Baumgart/Kleber Cincea.

O quarteto do X Rally Team.  Foto: P1 Media Relations

O quarteto do X Rally Team. Foto: P1 Media Relations

A equipe X Rally Team está pronta para a disputa da 23ª edição do Rally dos Sertões, que se inicia no próximo sábado (1º) com o prólogo em Goiânia (GO). A caravana da maior aventura off road do país percorrerá 2.875 quilômetros tendo como destino final a cidade de Foz do Iguaçu (PR). E o time paulista, comandado pelos irmãos Cristian e Marcos Baumgart, repete a receita do ano passado: eles irão competir a bordo de dois protótipos Ford Ranger Dakar V8 4×4 preparados pela sul-africana NWM – Neil Woolridge Motorsports.

"Mario" e "Luigi", os Ford Ranger Dakar V8 4x4 do X Rally Team.   Foto: P1 Media Relations

“Mario” e “Luigi”, os Ford Ranger Dakar V8 4×4 do X Rally Team. Foto: P1 Media Relations

2014 foi a primeira vez que o time patrocinado por Vedacit e Cidade Center Norte competiu na principal categoria entre os carros, a T1 FIA. Na ocasião, eles promoveram também a estreia dos Ford Ranger no Sertões. A dupla formada por Cristian Baumgart e Beco Andreotti venceu uma das especiais e concluiu o rali na terceira posição, enquanto Marcos Baumgart e Kleber Cincea, que enfrentaram um problema na etapa maratona, acabaram em quarto.

Distribuição de peso agora está em 50% na dianteira e 50% na traseira.  Foto: P1 Media Relations

Distribuição de peso agora está em 50% na dianteira e 50% na traseira. Foto: P1 Media Relations

Para este ano, o time traz novamente os carros preparados em Pietermaritzburg, mas com grandes atualizações em relação ao modelo que desembarcou no Brasil na temporada passada.

Estabilidade do veículo melhorou muito com o trabalho de desenvolvimento.  Foto: P1 Media Relations

Estabilidade do veículo melhorou muito com o trabalho de desenvolvimento. Foto: P1 Media Relations

“Logo após o Sertões do ano passado o time já passou a trabalhar em diversas atualizações nos carros. Então, é um trabalho que foi feito em um ano inteiro de desenvolvimento”, conta o navegador Kleber Cincea. A atualização foi acompanhada de perto pela equipe, já que o chefe dos mecânicos do X Rally Team, Edinho Evangelista, passou cinco meses com a NWM na África do Sul para conhecer todos os procedimentos de montagem, desmontagem e manutenção dos protótipos.

Cockpit do Ford Ranger Dakar V8 4×4. Foto: P1 Media Relations

“Acompanhamos tudo bem de perto e foi uma alegria muito grande poder testá-los pela primeira vez”, lembrou Beco Andreotti, que forma ao lado de Cristian Baumgart uma das duplas mais longevas da história do rali brasileiro – os dois competem juntos há mais de 15 anos.

As Mudanças
Os protótipos NWM Ford Ranger Dakar V8 4×4 “emagreceram” quase 200 quilos, resultado da revisão profunda de todos os itens dos carros. A equipe trabalhou também na melhoria da distribuição de peso e em baixar o centro de gravidade. Assim, a distribuição das cargas entre as porções dianteira e traseira ficou exatamente em 50%, o que melhora sua estabilidade – especialmente no caso de um veículo com tração integral 4×4.

Distribuição de peso e refrigeração estão entre os itens atualizados.  Foto: P1 Media Relations

Distribuição de peso e refrigeração estão entre os itens atualizados. Foto: P1 Media Relations

A NWM instalou um novo sistema de escapamento, trocou todo o gerenciamento eletrônico para um sistema fornecido pela Motec, melhorou o resfriamento do carro, os diferenciais, e aumentou a capacidade e durabilidade de todo o conjunto. Além de ter ficado melhor para os pilotos, o carro tornou-se de manutenção mais fácil para técnicos e mecânicos trabalharem.

Amortecimento também melhorou, de acordo com os pilotos.  Foto: P1 Media Relations

Amortecimento também melhorou, de acordo com os pilotos. Foto: P1 Media Relations

Neil Woolridge, ex-piloto e que hoje conduz a empresa que leva seu nome, lembra também que entre as atualizações estão o recuo do motor 5.0 V8 – proveniente do Ford Mustang – como uma das medidas de melhora na distribuição de peso e ganho de força. Os freios da Brembo trazem refrigeração a ar na porção dianteira e a ar e água na traseira. O motor agora está instalado atrás do eixo dianteiro, em uma porção mais central no carro – e recuado em cerca de 20 centímetros na comparação com a versão anterior do protótipo.

O motor V8 5.0 foi recuado em 20 centímetros comparado à versão anterior.  Foto: P1 Media Relations

O motor V8 5.0 foi recuado em 20 centímetros comparado à versão anterior. Foto: P1 Media Relations

“Nossos carros já foram colocados à prova em vários ralis por todo o mundo. Na África do Sul nossas Ford Rangers são sem dúvida as melhores no Campeonato local, então estes carros são altamente capazes de vencer o Rally dos Sertões deste ano. Para a NWM e o X Rally Team este é o nosso objetivo em 2015”, diz Woolridge.

Os dois Ford Ranger Dakar V8 4x4 que disputarão o Rally dos Sertões deste ano.  Foto: P1 Media Relations

Os dois Ford Ranger Dakar V8 4×4 que disputarão o Rally dos Sertões deste ano. Foto: P1 Media Relations

Cristian e Marcos já tiveram o gosto de acelerar as novas máquinas, nomeadas dentro da equipe de “Mario” e “Luigi”. “A diferença é bem grande. O carro pede para você acelerar, é mais estável. Por outro lado, vai exigir mais do piloto para que se chegue ao limite. Temos tudo para fazer um Sertões ainda mais competitivo”, lembra Marcos. “É o curso natural. Nossos concorrentes também se atualizaram para este Sertões, e não poderíamos ficar atrás. Tudo melhorou no nosso carro: a suspensão copia mais o terreno, e o poder de frenagem também aumentou, entre várias outras coisas”, apontou Cristian.

Edinho Evangelista, chefe dos mecânicos que acompanhou tudo na África do Sul. Foto: P1 Media Relations

Edinho Evangelista, chefe dos mecânicos que acompanhou tudo na África do Sul. Foto: P1 Media Relations

Confira a ficha técnica de “Mario” e “Luigi”:

Ficha técnica
NWM FORD RANGER DAKAR V8 4X4
Motor: V8 5.0 do Ford Mustang
Potência: 350 cavalos
Velocidade Máxima: 185 km/h
Câmbio: SADEV de 6 marchas por acionamento sequencial
Embreagem: AP
Sistema de Gerenciamento: MOTEC
Amortecedores: BOS
Rodas: Fondmental
Brakes: Brembo air cooled calipers front, Brembo water cooled calipers rear
Tanque de Combustível: 520 litros
Combustível: Avi Gas
Ar condicionado no cockpit

Texto: P1 Media Relations

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.