Fórmula + é apresentada em São Paulo e já tem sete carros vendidos

Postado por -

Categoria voltou a surpreender pilotos e jornalistas que tiveram a oportunidade de ver de perto o modelo fabricado na Itália e destinado a competidores entre 13 e 16 anos de idade. André Negrão e Victor Franzoni pilotaram o monoposto no Kartódromo da Granja Viana

Depois de um shakedown bem-sucedido no mês de dezembro e de algumas apresentações particulares para pilotos interessados em competir na categoria, a Fórmula + foi oficialmente apresentada na noite da última segunda-feira (16) pelos irmãos Paulo e Binho Carcasci, no Kartódromo da Granja Viana, em São Paulo.

O evento reuniu imprensa, pilotos e chefes de equipe – tanto do kart quanto de categorias de monopostos -, e confirmou uma característica do novo torneio que vem sendo observada desde o primeiro teste de pista realizado no final de dezembro: quem teve oportunidade de ver de perto o Fórmula +, não poupou elogios à nova categoria.

Trazida ao Brasil pelos irmãos Carcasci, também organizadores da Seletiva de Kart Petrobras, a Fórmula + chegou ao país cercada de grande expectativa por criar um novo conceito no aprendizado de jovens pilotos que têm como objetivo final a Fórmula 1.

Destinada a competidores entre 13 e 16 anos de idade, a nova categoria usa um monoposto italiano que tem dimensões somente um pouco maiores que as de um kart, e poderá ser disputada tanto em kartódromos grandes quanto em autódromos de menores dimensões – como o ECPA (Piracicaba, SP), Velopark (Nova Santa Rita, RS) e Mega Space (Belo Horizonte, MG).

Com ela, os promotores esperam melhorar o aprendizado dos brasileiros que optam por uma carreira internacional – a categoria terá treinos liberados e apresenta uma infinidade de opções de acerto de carro, muitas delas semelhantes às que são encontradas na Fórmula 3, por exemplo.

Depois das considerações iniciais dos irmãos Carcasci sobre a Fórmula +, os pilotos André Negrão (da equipe Draco na World Series) e Victor Franzoni (da equipe Cram na Fórmula Renault Europeia) fizeram uma demonstração com o carro circuito da Granja Viana.

"Estamos muito satisfeitos com o resultado destas primeiras semanas de vida da Fórmula + e, principalmente, com a receptividade do meio à nova categoria. Todos os que estiveram na apresentação se surpreenderam com as qualidades do carro, e entenderam melhor esse projeto que, por ser destinado a pilotos entre 13 e 16 anos de idade, vai antecipar o aprendizado dos que pretendem seguir carreira em categorias de monopostos", apontou Binho Carcasci.

Para as próximas semanas, os organizadores prometem fechar com a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) o calendário da primeira temporada da Fórmula +, que terá seis rodadas duplas em pistas ainda a serem definidas.

"O Brasil continua revelando pilotos muito talentosos, mas o que tenho percebido nestes últimos 17 anos trabalhando como coach de brasileiros na Europa e nos EUA é que estamos dando uma base técnica cada vez menos completa para os nossos atletas. E isso acaba tendo um reflexo negativo no longo prazo. Por isso que, ao criarmos o conceito da Fórmula +, preferimos liberar treinos e abrir o regulamento no sentido de permitir um amplo trabalho de acerto do carro", acrescentou Paulo Carcasci.

Os irmãos falaram, também, dos custos estimados para a nova categoria, que antes mesmo de nascer oficialmente já gerou sete encomendas de carros ao fabricante italiano. O monoposto da Fórmula + será vendido a R$ 80 mil, e os organizadores estimam que os custos para a disputa de uma temporada completa, já considerando treinos particulares, somem outros R$ 100 mil.

"O orçamento do piloto vai determinar o número de treinos particulares que ele fará no intervalo entre as seis rodadas duplas, mas estimamos que, com R$ 100 mil por temporada, seja possível desenvolver um ótimo aprendizado. Além disso, como o carro será vendido, ele poderá ser renegociado posteriormente, quando o piloto tiver idade para deixar a categoria", acrescentou Binho Carcasci.

A meta dos promotores, divulgada no evento de lançamento, é que dez unidades do Fórmula + cheguem ao Brasil para a primeira rodada dupla do ano – prevista para o mês de junho. Até o fim do ano, eles esperam atingir a marca de 15 pilotos no grid.

Fonte: Inova Comunicação

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.