Kart: Intrepid do Brasil indica três pilotos para seletiva na Itália

Postado por -

Três brasileiros encaram, entre os dias 29 de novembro e 02 de dezembro, uma das seletivas para pilotos de kart mais difíceis e mais bem elaboradas de todo o mundo. Arthur Fortunato, Gaetano Di Mauro e Vinícius Paparelli, todos representantes da categoria Júnior no Brasil, disputarão uma vaga no programa de desenvolvimento de pilotos da fabricante italiana de chassis Intrepid – Bicampeã Mundial de karts com marcha nas temporadas 2009 e 2010.

Liderada por Mirko Sguerzoni – um ex-fabricante de peças que migrou para o mercado de chassis – a Intrepid está entre as grandes potências do kartismo mundial, e recentemente passou a apoiar pilotos na sequência de suas carreiras. Foi o caso, por exemplo, do francês Brandon Maisano, que estreou no kart em 2004 e, com o apoio da Intrepid, ingressou no automobilismo na temporada 2010. Em seu ano de estreia, conquistou o título da Fórmula Abarth italiana e uma vaga na academia de pilotos da Ferrari – o Ferrari Driver Academy. Neste ano, Maisano correu a temporada da Fórmula 3 Italiana no qual ficou com a quarta posição na classificação geral.

Para dar continuidade ao processo de formação de pilotos da Intrepid, Mirko Sguerzoni desenvolveu uma seletiva para escolher seus próximos pupilos. A ida dos brasileiros para as provas deste ano se deve ao relacionamento da Intrepid com o heptacampeão brasileiro de kart, Paulo Carcasci, que a partir de 2012 será o representante da marca italiana no Brasil. Assim como representantes Intrepid de todo o mundo, Carcasci recebeu o convite de Sguerzoni para levar jovens pilotos para a seletiva.

"O Mirko desenvolveu uma forma bastante elaborada de selecionar os pilotos. Nesses quatro dias, eles passarão por provas no kart e, também, fora dele, como comportamento em entrevistas e etc. É uma grande oportunidade e pilotos do mundo todo participam, mas o fato de haver a seleção não significa que haverá um escolhido. A Intrepid só terá um piloto se ele, de fato, cumprir todos os requisitos. É possível que nenhum piloto preencha a vaga para o ano que vem", conta Paulo Carcasci, que também é um dos responsáveis pela Seletiva de Kart Petrobras – torneio famoso no esporte brasileiro por premiar seus campeões com uma quantia significativa em dinheiro que pode ser usada na temporada seguinte, tanto no kart, como na transição para o automobilismo.

A seletiva da Intrepid, diferente da promovida pela Petrobras no Brasil, avalia pilotos com idade entre 12 e 15 anos. A da petrolífera recebe competidores entre 15 e 20. Uma vez escolhido, o piloto da Intrepid terá a oportunidade de disputar a temporada 2012 do kartismo europeu pela equipe oficial da fábrica. Se, nesta temporada, mostrar potencial para o futuro no automobilismo, o piloto recebe a oferta de um contrato de investimento para continuar a carreira.

"É uma oportunidade fantástica para qualquer piloto. Queria eu, quando estava nessa fase de migrar do kart para o automobilismo, ter uma oportunidade como essa. Vou junto com os pilotos brasileiros para ver de perto como funcionam as provas", destaca Paulo Carcasci, que conta em seu currículo com o título inglês de Fórmula Ford, a conquista do BBC Inglês de F-Ford 2000, o título japonês de F-3, a Gold Cup de F-3000 e uma vitória no circuito de Fuji, também na F-3000 – um dos poucos degraus que antecediam a Fórmula 1 no início dos anos 90. Além disso, Paulo é, ao lado de Renato Russo, o recordista de títulos brasileiros de kart com sete conquistas.

Os três pilotos brasileiros que vão para a Itália foram destaque na temporada do kart brasileiro em 2012. Vinícius Paparelli, por exemplo, é o atual campeão brasileiro da categoria Júnior, enquanto Arthur Fortunato é o atual vice-campeão. Gaetano Di Mauro, por sua vez, foi campeão do Rotax Max Challenge no país e disputa, na próxima semana, as Olimpíadas do Kart promovidas pela Rotax em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

"Os três pilotos fizeram uma grande temporada em 2011, mas, mais que isso, mostraram muito potencial dentro daquilo que o Mirko me disse que deseja em um piloto para o programa da Intrepid. Nessa seletiva, assim como no mundo do automobilismo como um todo, apenas acelerar não é o suficiente e esses três brasileiros têm aspectos que são pontos a favor nesse sentido. Por exemplo: os três estão dispostos a morar fora do país se for necessário e têm aspectos familiares que ajudam", completa Paulo Carcasci, responsável pela escolha dos participantes brasileiros.

Para os pilotos, a oportunidade é vista como um grande desafio neste final de temporada. "Estou orgulhoso por ter sido escolhido pelo Paulo e sei que essa é uma oportunidade rara na carreira de um piloto. Vou para a Itália disposto a fazer meu melhor na pista e fora dela, e a participação em um torneio internacional logo antes dessa Seletiva pode me ajudar bastante", comentou Gaetano Di Mauro, que antes de desembarcar na Itália disputa, como citado, um torneio nos Emirados Árabes Unidos.

Fonte: Rafael Durante

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.