MS – Detran vai leiloar 597 carros e motos

Postado por -

O Detran realizou leilão no final do ano de 332 automóveis entre motos e carros, mas não foi suficiente para desafogar os dois pátios que o órgão possui em Dourados. Todos os veículos estão passando por um cadastramento para que o Detran possa realizar um leilão o mais rápido possível.

De acordo com o gerente do Detran de Dourados. Aparecido Dias Duarte, há vários motivos para a superlotação dos pátios. Segundo ele, vários entraves contribuem para que os veículos só cheguem e sem data pra sair. “O condutor que comprou um carro usado e que não fez a transferência não pode retirar o veículo apreendido. Isso só pode ser feito pela pessoa que registrou ou através de procuração. Muitas vezes, essas pessoas não são encontradas”, exemplifica. Ele diz que em muitos casos, os valores das multas e taxas superam o do carro e o proprietário ‘descarta’ o bem achando que se isentará do pagamento da multa”, lembra.

Outro problema enfrentado pelo Detran de Dourados é a proximidade com o Paraguai. Somente do país vizinho são mais de cem motos que ocupam espaço no pátio do Detran. Os veículos sem documentos também têm dificuldades para irem à leilão. “Por esses motivos é que estamos sempre com os pátios lotados. Existem carros e motos que estão com mais de 15 anos apreendidos”, disse Aparecido.

Para o gerente da agência de Dourados, o aumento na frota de veículos na cidade com a imprudência dos motorista é outro agravante. “Hoje a cidade possui mais 110 mil veículos automotores, houve um aumento muito grande na frota. Aliado esse fato com a imprudência, temos mais carros e motos apreendidos e encaminhados para o Detran”, falou.

Fato que chama a atenção, segundo Aparecido, é a comodidade de alguns condutores. “Eles sabem que vão pagar no máximo 30 dias de diária, já que o projeto ‘Pátio Verde’ realizado pelo Departamento dá esta oportunidade e alguns acabam não se preocupando em se regularizar”, disse. Depois de 90 dias os veículos que estão no pátio são inclusos na lista para irem a leilão.

Os principais motivos pelos quais os veículos são apreendidos são documentos atrasados, direção perigosa, embriaguez ao volante e descaracterização do veículo. Esse último cometido principalmente pôr motociclistas.

O proprietário do veículo que vai à leilão não está livre do acerto de conta com a infração cometida. Se o valor da multa e as diárias forem maior que o dinheiro arrecadado pela venda do automóvel, o Detran entrará com ação para receber a quantia restante do proprietário.

Fonte: http://www.progresso.com.br

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.