O evento da ,Moto 1000 GP promete surpreender em Campo Grande

Postado por -

Promotor compara fase atual do Brasileiro de Motovelocidade à da época em que a Cidade Morena recebeu o evento pela primeira vez

A quarta etapa, que marca o encerramento da temporada, leva o Moto 1000 GP pela segunda vez ao Autódromo Internacional de Campo Grande. As corridas deste domingo (26), nas categorias GP 1000, GP 600, GP Light e GPR 250, vão apresentar à torcida da capital de Mato Grosso do Sul, segundo seu promotor Gilson Scudeler, “um espetáculo bem superior” ao da primeira edição do GP Campo Grande, disputada em novembro de 2013.

“Desde que estivemos na cidade pela primeira vez, há quase dois anos, o Moto 1000 GP cresceu em todos os sentidos. Cresceu em qualidade, tornou-se um evento mais maduro e ainda mais competitivo”, avalia Scudeler. “Nossa infraestrutura também cresceu, o campeonato evoluiu em planejamento. Tudo isso nos permite afirmar, sem medo de errar, que o espetáculo para o público de Campo Grande terá ainda mais nível que na primeira vez”.

Os pilotos que já integravam o Moto 1000 GP na temporada de 2013 vão perceber mudanças no que diz respeito às melhorias executadas no circuito. “A pista hoje está em condições bem melhores”, atesta Scudeler, que está desde a semana passada coordenando a montagem do evento. “No primeiro evento aqui tivemos de improvisar muita coisa. A experiência de 2013 vai nos ajudar a preparar uma festa ainda maior para a motovelocidade brasileira”.

O Moto 1000 GP coloca em disputa os títulos do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade em quatro categorias. O francês Matthieu Lussiana, piloto de uma BMW, é o líder da GP 1000. A GP Light tem liderança do paranaense Rafa Nunes, que pilota uma Suzuki. A GP 600 e a GPR 250, respectivamente, têm liderança dos paulistas Eric Granado e Ton Kawakami, que competem com motos Honda. O GP Campo Grande terá participação de mais de 80 pilotos.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da Michelin, que fornece pneus a todas as equipes participantes. O Moto 1000 GP também conta, em sua quinta temporada de história, com apoio de Beta Ferramentas, Puig, MSR Macacões Personalizados, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.