O famoso Fusca Amarelo Drogatel

Postado por -

Volkswagen Sedan amarelo faz parte da história de drogaria de Belo Horizonte e, depois de fazer entrega domiciliar durante muitos anos, virou peça de exposição

Quem tem mais de 40 anos certamente se lembra de alguns serviços que eram prestados na porta de casa em Belo Horizonte.
O leite chegava em um pequeno caminhão tanque, e bastava levar o vasilhame até a rua para comprar na quantidade desejada.
O pão era vendido em grandes cestos, devidamente instalados em bicicletas, mesmo veículo usado por amoladores de facas, tesouras e canivetes. Já os carrinhos de madeira eram a ferramenta de trabalho dos compradores de jornal e ferro-velho.
Esses serviços foram uma primeira idéia do que mais tarde ficaria conhecido como delivery, feito de forma pioneira pela centenária drogaria Araújo, que com sua frota de Fuscas amarelos entregava remédios nas residências dos clientes.

Desde seus primeiros anos de funcionamento, a drogaria já oferecia o serviço de entrega em domicílio, sendo que, na época, eram usados automóveis, bicicletas ou os funcionários cumpriam a missão a pé, de bonde e de ônibus. Mas em 19 de maio de 1963, a Araújo inaugurou o Drogatel, um serviço inovador que possibilitava ao cliente fazer os pedidos por telefone, recebendo os medicamentos em casa, sem taxa de entrega.

Dois elementos foram muito marcantes na história do Drogatel Araújo: o número 24-5000 para fazer pedidos e o Fusca amarelo, usado nas entregas. 
Na verdade, o serviço fez tanto sucesso que a empresa chegou a ter 127 motoristas contratados, realizando cerca de duas mil entregas diárias. 
No início, foram usadas motos, Kombis e, por fim, os Fuscas, pintados de branco ou bege. 

Vigiados por meio dos tacógrafos instalados nos carros, os motoristas não podiam ultrapassar os 40 km/h. Depois de algum tempo, a velocidade permitida passou para 48 km/h e, por fim, 60 km/h. Os Fuscas da Drogatel Araújo fizeram parte de muitas histórias curiosas e ainda hoje são lembrados por vários belo-horizontinos.

Atualmente, a frota de entrega da rede da drogaria mudou. 
É composta basicamente por motos, mais ágeis no tumultuado trânsito da cidade.
 Mas um Fusca amarelo, ano de fabricação 1964, foi preservado como parte da história da empresa. 
O simpático VW Sedan fica exposto no pátio em frente à loja da Araújo, na Avenida Getúlio Vargas, Bairro Funcionários.
Com mais de 100 mil quilômetros rodados, o Fusca preserva todas as características dos demais carros da frota da década de 1960. 
Tem até o farol extra junto à porta do motorista, que era chamado de "caça mulata". A pintura característica e a placa com a inscrição 24-5000 comprovam a originalidade do Fusca, que atualmente já não faz entregas, mas acende a memória de quem um dia precisou dos serviços do Drogatel.

Fonte: Clube do Fusca de Poços de Caldas – MG

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.