Pipo Derani representa muito bem o Brasil nas 24 Horas de Le Mans

Postado por -

Jovem piloto brasileiro disputa a lendária corrida pela primeira vez e, com o resultado, está na vice-liderança do FIA WEC ao lado dos companheiros Gustavo Yacaman e Ricardo Gonzalez

Nem mesmo todo o cansaço, após 24 horas de disputas, tirou o sorriso do rosto do piloto brasileiro Pipo Derani ao final da 83ª edição das 24 Horas de Le Mans, realizada neste sábado e domingo (dias 13 e 14) e válida pela terceira etapa da temporada 2015 do FIA WEC (Campeonato Mundial de Endurance). Participando da prova pela primeira vez, o piloto de 21 anos descreveu a experiência como “única”.

Ao lado do colombiano Gustavo Yacaman e do mexicano Ricardo Gonzalez, Derani foi o 12º colocado na prova e quarto na categoria LMP2 com o Ligier JS P2 #28 (Dunlop / Nissan) da equipe G-Drive Racing. Para a classificação do campeonato, o trio pontuou como terceiro – já que o segundo colocado na prova não disputa a temporada regular – e está agora na vice-liderança da categoria no FIA WEC 2015, com 74 pontos, quatro a menos que Matthew Howson e Richard Bradley, que venceram as 24 Horas ao lado de Nicolas Lapierre na P2, e assumiram a liderança.

O vencedor geral da 83ª edição das 24 Horas de Le Mans foi o Porsche 919 Hybrid do trio Nico Hülkenberg, Earl Bamber e Nick Tandy (LMP1).

Derani foi o responsável pela largada no carro 28. Ele partiu da 23ª posição no geral e nono na categoria P2, a que mais teve carros na disputa, com 19 no total. “Foi uma boa corrida, com alguns probleminhas no começo. A gente teve um problema no software do carro e, por isso, não funcionava o limitador de velocidade nos boxes. Tomamos uma punição de 1min50s, caímos para 11º e viemos recuperando”, contou Derani, que já tem dois pódios na temporada.

“Eu e o Gustavo ficamos revezando a maior parte da noite, fazendo três saídas com o mesmo pneu, só abastecendo. Saía um e entrava o outro. Na minha penúltima saída, tivemos um problema na suspensão, quebrou o amortecedor e tive de andar metade do stint, 1h30, com a suspensão quebrada. Parei, fizemos a troca da suspensão e, no final das contas, o quarto lugar na estreia não foi ruim. Óbvio que em Le Mans para ganhar tem que dar tudo certo e nada pode dar errado. Então, contando com esses probleminhas, acho que foi muito bom”, ressaltou o brasileiro.

“Gostaria de agradecer muito a toda a equipe. Eles trabalharam duro e ficaram acordados as 24 horas. Quando tive de trocar a suspensão, passamos muito pouco tempo nos boxes. Fruto do trabalho de uma equipe bem estruturada e capaz, da qual tenho orgulho de fazer parte”, frisou Derani.

“Foi uma experiência única. Nunca achei que fosse ficar tão cansado em um dia de corrida, como hoje. Uma experiência que só vivendo realmente a gente sabe como é. Estou muito feliz, mas estou ‘quebrado’ (risos), mas foram bons pontos para o campeonato, porque terminar essa corrida era extremamente importante, porque a pontuação era dobrada, e agora é focar na briga pelo título nas próximas etapas”, finalizou.

Trinta e sete, dos 56 carros inscritos no evento, terminaram a prova no traçado de 13,629 km.
Além de Derani, mais dois brasileiros disputaram as 24 Horas de Le Mans 2015. Lucas Di Grassi, que compete na LMP1, ficou em quarto no geral com a equipe Audi Sport Team Joest. Na LMGTE Pro, Fernando Rees foi o 34º no geral com a equipe Aston Martin Racing V8 e sexto na categoria.

A próxima etapa do FIA WEC será disputada dia 30 de agosto, em Nurburgring (Ale).

Os melhores nas 24 Horas de Le Mans (Top-15):
1. Porsche Team HÜLKENBERG / BAMBER / TANDY (Porsche 919 Hybrid) LMP1 395 voltas em 24h00min042s784
2. Porsche Team BERNHARD / WEBBER / HARTLEY (Porsche 919 Hybrid) a 1 volta
3. Audi Sport Team Joest FÄSSLER / LOTTERER / TRÉLUYER (Audi R18 e-tron Quattro) LMP1 a 2 voltas
4. Audi Sport Team Joest DI GRASSI / DUVAL / JARVIS (Audi R18 e-tron Quattro) LMP1 a 3 voltas
5. Porsche Team DUMAS / JANI / LIEB (Porsche 919 Hybrid) LMP1 a 4 voltas
6. Toyota Racing WURZ / SARRAZIN / CONWAY (Toyota TS 040 – Hybrid) LMP1 a 8 voltas
7. Audi Sport Team Joest ALBUQUERQUE / BONANOMI / RAST (Audi R18 e-tron Quattro) LMP1 a 8 voltas
8. Toyota Racing DAVIDSON / BUEMI / NAKAJIMA (Toyota TS 040 – Hybrid) LMP1 a 9 voltas
9. KCMG HOWSON / BRADLEY / LAPIERRE (Oreca 05 – Nissan) LMP2 a 37 voltas *
10. JOTA Sport DOLAN / EVANS / TURVEY (Gibson 015S – Nissan) LMP2 a 37 voltas *
11. G-Drive Racing RUSINOV / CANAL / BIRD (Ligier JS P2 – Nissan) LMP2 a 37 voltas *
12. G-Drive Racing YACAMAN / DERANI / GONZALEZ (Ligier JS P2 – Nissan) LMP2 a 41 voltas *
13. Murphy Prototypes CHANDHOK / PATTERSON / BERTHON (Oreca 03R – Nissan) LMP2 a 48 voltas *
14. SMP Racing MEDIANI / MARKOZOV / MINASSIAN (BR01 – Nissan) LMP2 a 55 voltas *
15. Extreme Speed Motorsports BROWN / VAN OVERBEEK / FOGARTY (Ligier JS P2 – HPD) LMP2 a 56 voltas *
* LMP2

Classificação do campeonato na LMP2 (Top-5):

1 Matthew HOWSON e Richard BRADLEY 78
2 Pipo DERANI, Gustavo YACAMAN e Ricardo GONZALEZ 74
3 Nicolas LAPIERRE 66
4 Julien CANAL, Roman RUSINOV e Sam BIRD 64
5 Ed BROWN e Jonathan FOGARTY 38

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.