Renault cresce sete vezes mais que o mercado nacional em 2011 e celebra melhor desempenho de sua história

Postado por -

O ano de 2011 foi marcado pelo desempenho recorde da Renault do Brasil. Para atingir o excelente resultado foi fundamental uma estratégia de ampliação e renovação da gama de produtos, além de uma forte expansão da rede de concessionárias e o aumento da produção com o início do terceiro turno na fábrica de veículos de passeio.

Também em 2011, a Renault do Brasil apresentou sua nova assinatura de marca, “Mude a Direção”, que aponta para um novo posicionamento da empresa, em que as pessoas e suas necessidades de mobilidade são o verdadeiro centro do negócio da marca. Essa mudança reflete a convicção da empresa de que não é mais papel das pessoas se adaptarem ao automóvel, e, sim, do automóvel se adaptar às pessoas, oferecendo soluções de mobilidade confiáveis, inovadoras e acessíveis.

“Temos muitos motivos para celebrar o momento da marca no País. A combinação entre oferta de novos produtos em segmentos onde a Renault não atuava, em particular com o Duster e as versões automáticas do Sandero e Logan, além da ampliação da rede comercial contribuiu para que a marca atingisse o melhor resultado de sua história”, afirma Gustavo Schmidt, Vice-Presidente Comercial da Renault do Brasil.

Abaixo, alguns números que comprovam este desempenho em 2011:

• Em 2011, a Renault registrou crescimento de 21,2% em relação a 2010. Este resultado é sete vezes maior que o registrado no mercado nacional deste ano, que foi de 2,9%;
• A Renault atingiu a marca de 194.300 emplacamentos e uma participação de mercado de 5,7% em veículos de passeio e utilitários; 76% das vendas são de veículos fabricados no Complexo Ayrton Senna (PR);
• A produção de veículos de passeio e utilitários foi de 256.200 unidades, crescimento de 34% em comparação a 2010;
• A produção de motores foi de 332.000 unidades, volume 14% superior a 2010;
• O volume de exportações foi de 60.128 unidades que representou um crescimento de 6% em comparação a 2010;
• A Renault teve 12 lançamentos, entre novos modelos e versões: Fluence, Duster, Novo Sandero, Novo Sandero Stepway, Sandero Automático, Stepway Automático, Clio 2012, Logan Automático, Logan Avantage e Logan Up (séries limitadas), além do Master Vitré e da Master Minibus L3H2;
• Consolidação do Sandero e do Sandero Stepway, como o 10º modelo mais vendido em 2011 entre os veículos de passeio. Suas vendas foram 19% maiores que no mesmo período do ano passado;
• Fluence está entre os principais sedãs médios do País, e continua registrando aumento nas vendas: em dezembro foram emplacadas 1.824 unidades, um volume 44% superior ao mês de setembro, quando o modelo superou mais de 1.000 emplacamentos por mês;
• O Duster continua com ritmo acentuado de vendas. Em dezembro, foram emplacadas 3.559 unidades, um volume 24% maior que o concorrente direto, assumindo a liderança do segmento;
• O Grand Tour registrou mais de 9.800 emplacamentos em 2011, um volume 240% maior que no ano anterior;
• No segmento de utilitários, os modelos Master e Kangoo tiveram um aumento de 28% nos emplacamentos em relação a 2010, enquanto o segmento de veículos utilitários cresceu 13%;
• Expansão da rede comercial e superação da marca de mais de 200 concessionárias em todo o território nacional. No início de 2011, eram 176 concessionárias. O ano encerrou com 204. Destas, 24 foram inauguradas em cidades onde a Renault não estava presente, como Caruaru e Juazeiro do Norte;
• A Renault continua sólida na 5ª posição no mercado brasileiro e segue registrando recordes. Em 2011, foi a 4ª maior marca em grandes capitais como Rio de Janeiro, Florianópolis e Curitiba e a 3ª marca em Niterói;
• No último trimestre, impulsionada pelas vendas do Duster, a Renault consolidou-se como a 4ª marca nas cidades de Brasília, Natal e Recife. Em dezembro, foi também a 4ª maior em São Paulo;
• Os resultados de 2011 também consolidaram a Renault do Brasil como o segundo maior mercado da marca, atrás somente da França, e à frente de Alemanha e Rússia;
• Em outubro, a Renault anunciou investimentos de R$ 500 milhões para elevar a produção da fábrica em mais 100 mil unidades/ano. Com este aporte, os investimentos somam R$ 1,5 bilhão para o período 2010-2015;
• Em junho de 2011, a Renault deu início ao do terceiro turno na fábrica de veículos de passeio e realizou 1.000 novas contratações. Hoje são mais de 6.000 colaboradores diretos;
• Em 2011, a Renault comemorou mais de 1 milhão de unidades emplacadas desde sua chegada no Brasil;
• O Complexo Ayrton Senna comemorou a produção de mais de 2 milhões de motores e mais de 1 milhão de carros produzidos;
• O Instituto Renault completou o primeiro ano de vida em 2011, com investimentos de R$ 4,8 milhões em projetos que impactaram diretamente mais de 200.000 pessoas;
• O ano também foi especial para a Fórmula 1: a Renault celebrou o 10º titulo mundial de motores e o bicampeonato de Sebastian Vettel, da equipe Red Bull Racing Renault. Esse resultado demonstra a qualidade, confiabilidade e alta tecnologia da Renault na principal categoria do automobilismo mundial.

Prêmios e reconhecimentos em 2011

Executivos
• Jean-Michel Jalinier, Presidente da Renault do Brasil, recebe o título de “Personalidade do Ano 2011” pela Revista AutoData;

Produtos
• “Melhor Sedã Médio – 2012”, da revista Car&Driver, para o Fluence;
• “Destaque 2012 – Geral Nacional ”, da revista Motor Show, para o Duster;
• “Os Eleitos – 2011”, da revista Quatro Rodas, para Novo Sandero e Logan, que aponta os proprietários mais satisfeitos do País;
• “Melhor Compra – 2011”, da revista Quatro Rodas, para o Fluence e outros quatro modelos da marca: Logan, Novo Sandero, Novo Sandero Stepway e Grand Tour;
• “Qual Comprar 2011”, da revista Autoesporte, para o Fluence;
• “Melhor Carro do Brasil”, pelo Jornal do Carro, para o Fluence;
• “Compra Certa – 2011”, pela revista especializada Car & Driver” para os modelos Sandero Expression 1.6 (categoria até R$ 30.000) e Fluence Privilège 2.0 (categoria até R$ 70.000)

Recursos Humanos
• A Renault do Brasil passou a fazer parte do seleto grupo das “150 Melhores Empresas para Trabalhar”, conforme pesquisa realizada pela revista Exame.

Meio Ambiente
• Prêmio AEA 2011 de Meio Ambiente na categoria “Responsabilidade Ambiental”

Responsabilidade Social
Prêmio de Responsabilidade Social Zilda Arns Neumann 201

Perspectivas para 2012

• Em 1º de janeiro, Olivier Murguet assumiu a presidência da Renault do Brasil, substituindo Jean-Michel Jalinier que comanda agora a Renault Sport F1, na França. “Estou confiante na estratégia desenhada para a Renault nos próximos anos e no potencial do Brasil em 2012”, diz Murguet, em um português fluente e entusiasmado com sua volta ao país.

Murguet já esteve à frente da direção de vendas na Renault Comercial do Brasil entre 1996 e 1999. Diplomado pela Escola Superior de Comércio de Paris e pela London Business School, Murguet começou sua carreira na Renault em 1990, em Portugal, como controlador de gestão. Em 1996, foi nomeado Diretor de Vendas e Rede na Renault Comercial do Brasil, onde permaneceu até meados de 1999, quando voltou para Paris, na função de Diretor Regional Paris Ilê-de-France e, depois, Diretor de Rede França. A partir daí, exerceu sucessivamente as funções de Diretor Geral da Renault Polônia, Diretor Geral da filial comercial da Renault Espanha e Diretor Geral da Renault México. Em 2010 tornou-se Diretor Comercial da Região Américas cargo que exerceu até o final de 2011.

• Em termos de mercado automobilístico, a Anfavea espera que o mercado em 2012 cresça em torno de 4%, superando 3,8 milhões veículos. Neste cenário, a Renault do Brasil espera um crescimento acima do mercado.

INFORMAÇÕES SOBRE A RENAULT DO BRASIL

• Engenharia e Design
O Renault Tecnologia Américas (RTA) conta hoje com mais de 600 engenheiros em São José dos Pinhais (PR). Eles compõem uma equipe de cerca de 1.000 engenheiros baseados, além do Brasil, na Argentina, Colômbia e Chile.
Quanto ao design, o Renault Design América Latina (RDAL) tem sua sede em São Paulo.
Tanto o RTA quanto RDAL tiveram grande importância na realização do Novo Sandero e do Duster de forma a atender às necessidades e expectativas do cliente brasileiro.

• Produção
Fábrica de Veículos de Passeio: mais de 1milhão de carros produzidos desde 1998
Fábrica de Veículos Utilitários: mais de 171 mil produzidos desde 2001
Fábrica de Motores: mais de 2 milhões produzidos desde 2000

• Capacidade produtiva
Fábrica de Veículos de Passeio: 224 mil unidades/ ano
Fábrica de Veículos Utilitários: 59 mil unidades/ano
Fábrica de Motores: 380 mil unidades/ano

• Vendas
Mais de 1 milhão de veículos emplacados até 2011

• Rede de concessionárias
204 concessionárias no Brasil

• Mão de obra
Conta com mais de 6.000 colaboradores diretos.
Gera cerca de 25.000 empregos indiretos na região.

• Instituto Renault : fundamenta-se sobre 4 eixos:

Eixo Preservar: Sustentabilidade Ambiental e Mobilidade
A Renault tem o compromisso com a melhoria da qualidade ambiental, gerenciamento de resíduos e impacto ambiental, mobilidade sustentável e responsabilidade com as gerações futuras.
– Complexo Ayrton Senna – Certificada com a ISO 14.000 de gestão ambiental
– Área preservada – 2,5 milhões de m2 com 60% de mata preservada, onde habitam 110 espécies de aves e 28 de mamíferos.
– Consumo de energia – redução de 42 % de 2007 a 2010
– Reciclagem – Mais de 40 mil toneladas de material reciclado em 2010. O índice de reciclabilidade de materiais fabris é de 96%.
– Critérios mundiais do selo Eco2 – emissão de menos de 120 g CO2/km ou ser movido a biocombustível; conter uma quantidade de plástico proveniente de reciclagem superior a 7% de sua massa total de plástico e ser valorizável à ordem de 95% de sua massa em fim de vida.

Eixo Transformar: Desenvolvimento Social
Cerca de 80.000 pessoas são atendidas anualmente através da parceria com a Associação Borda Viva (São José dos Pinhais) nos seguintes projetos: Cozinha Comunitária (que fornece diariamente refeições para 200 crianças e jovens), aulas de ballet, projetos profissionalizante em culinária e costura para mulheres da região, entre outros.

Eixo Educar: Educação
Mais de 14.000 estudantes universitários já participaram dos projetos de educação promovidos pelo Instituto Renault. O objetivo é trazer a prática do dia-a-dia do mercado para o público universitário e fortalecer a educação infantil e fundamental através da formação de educadores e gestores, além de possibilitar a formação profissional para jovens. Entre os principais projetos estão o Renault Experience (para o público universitário), Árvore dos Sapatos (centro de educação infantil para crianças de 0 a 6 anos), Hora do Conto, Cor e Encanto (leitura para crianças de entre 7 e 14 anos), parcerias com o SESI e FAMEC, entre outras ações educativas.

Eixo Proteger: Segurança no trânsito
Estimular as práticas de direção segura e ações educativas para incentivar a harmonia no trânsito com foco na conscientização, prevenção de acidentes e violência no trânsito. Mais de 37 mil pessoas já passaram por treinamentos de direção apoiados pela Renault. O Instituto também mantém parceria com o GRSP (Global Road Safety Partnership) e desenvolve ações educativas com crianças.

GRUPO RENAULT
Com mais de um século de história, o Grupo Renault está presente em 118 países dos cinco continentes; faturou, em, 2010, mais de 38 bilhões de euros e conta com mais de 122 mil colaboradores.

Fonte: Renault press

Samoel Weck é jornalista e apresentador de rádio e TV a 30 anos. Diretor e responsável pela Mídia Carros e Marcas, que engloba o Portal Carros e Marcas e o Programa Carros e Marcas TV.