Cuidados com o veículo podem ajudar a conter a desvalorização

Que o carro sofre desvalorização anualmente é do conhecimento da maioria dos proprietários, mas o que muitos não sabem é que algumas modificações feitas nos veículos podem aumentar esta depreciação.

Anualmente, os veículos sofrem depreciação de aproximadamente 15%, alguns um pouco mais e outros um pouco menos, de acordo com o modelo do carro.

Segundo a coordenadora institucional da Proteste – Associação de Consumidores, Maria Inês Dolci, algumas medidas podem contribuir para essa depreciação. Entre elas, a instalação de acessórios como rodas de outros modelos ou maiores que a original de fábrica e a instalação de equipamentos de tuning (equipamentos usados para alterar as características originais do carro) podem auxiliar na desvalorização e dificultar a venda do veículo.

Manutenção e originalidade
De acordo com Maria Inês, realizar o plano de manutenção conforme indica o manual do proprietário pode ajudar a conter a desvalorização do veículo.

Outro fator importante é fazer esta manutenção em redes autorizadas e que contenham peças originais para os reparos.

Procure sempre manter a  originalidade do veículo. Se optar por instalar uma direção hidráulica ou ar condicionado, procure sempre uma loja autorizada da marca do seu veículo e pergunte que tipo de alteração esses equipamentos podem causar no desempenho do automóvel.

Acompanhar a quilometragem e manter a pintura na cor original também podem ajudar a conter a desvalorização, além de facilitar a venda.

Venda
Após um ano de uso o valor do veículo desvaloriza em média 15%, portanto, este é o pior momento para venda. “Se o veículo alcançou os 30 mil quilômetros nos dois primeiros anos, vale a pena esperar mais um ano para vender”, explica Maria Inês.

Manter a documentação em dia também facilita na hora de vender.

Fonte: infomoney

Você também pode gostar...