Fórmula 3: Victor Corrêa abandona mas mantém a 3ª posição no campeonato

Sofrendo com desempenho ruim de seu carro, o piloto Victor Corrêa (Unifenas/Terramare/Guapé) passou em branco na quinta rodada dupla do European F3 Open, disputada neste final de semana (17 e 18/9) em Portugal. Em nenhuma das duas etapas no Autódromo Internacional do Algarve ele pontuou, e mesmo com as vitórias do italiano David Fumanelli e do brasileiro Yann Cunha manteve a terceira posição no certame.

"Esse fim de semana foi muito difícil, não conseguimos um acerto ideal. Sofri nos treinos livres, sem nenhum aproveitamento. Na corrida de sábado (17), fui obrigado a abandonar após baterem no meu carro. Neste domingo meu carro começou bom, mas foi perdendo rendimento. Mas tenho que manter o foco e me preparar para próxima corrida", conformou-se o piloto de Alfenas, sul de Minas Gerais.

Após largar da oitava fila, Corrêa ganhou várias posições nas duas primeiras voltas chegando a ocupar o 10º posto. Mas o Fórmula 3 azul do brasileiro não se manteve com o bom desempenho do início da prova.

"Fiz uma boa largada, o carro estava muito bom no início. Na segunda volta eu já estava em 10º. Meu carro foi ficando difícil de guiar, começou a perder desempenho, nisso cai para 12º, posição que me mantive até cruzar a linha de chegada", explica.

Apesar de não ter pontuado neste final de semana em Portugal, Victor mantém o terceiro posto no campeonato, com 52 pontos. O suíço Alex Fontana lidera o certame com 74 pontos.

"Os bons resultados que alcancei ao longo do campeonato até agora, foram muito importantes para eu me manter em terceiro. Vou me empenhar ao máximo e ir com tudo para próxima etapa", declara o representante da Unifenas/Terramare/Guapé.

A sétima rodada dupla do European F3 Open será disputada nos dias 01 e 02 de outubro em Monza, na Itália, onde no ano passado Victor Corrêa venceu as duas corridas disputadas, cravando a volta mais rápida, além de ter largado da pole position em ambas.

Confira a pontuação do European F3 Open após 10 etapas:

1) Alex Fontana (Suíça), 74 pontos;
2) Fábio Gamberini (Brasil), 63;
3) Victor Corrêa (Brasil), 52;
4) David Fumanelli (Itália), 44;
5) Yann Cunha (Brasil), 42;
6) Niccolo Schiro (Itália), 37;
7) Johan Jokinen (Dinamarca), 36;
8) Juan Carlos Sistos (México), 34;
9) Noel Jammal (Líbia), 33;
10) William Vermont (França), 30;
11) Fahmi Llyas (Malásia), 29;
12) Tonõ Fernandes (Espanha), 25;
13) Nil Monserrat (Espanha), 20;
14) Matteo Beretta (Itália), 16;
14) Sam Dejonghe (Bélgica), 16;
16) Fernando Monje (Espanha), 10;
17) Jesus Rios (Estados Unidos), 7;
18) Matteo Davenia (Itália), 2;
18) Matteo Torta (Itália), 2;

Fonte: NULL

Você também pode gostar...