SP – Leilão de autos garante bons negócios

Atividade exercida tradicionalmente por profissionais que arrematam veículos para vender as peças, os leilões de automóveis também podem representar boa oportunidade de negócio para quem deseja comprar um carro usado. A partir das 10h30 dos dias 21 e 22 de junho, a 5ª. Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) leiloará cerca de 1.300 veículos entre carros e motos. São lotes com documentos, em condições de voltar para as ruas, e sucatas.

“Para esta edição, além de Bauru, os carros vêm das Ciretrans de Duartina, Iacanga, Pirajuí e Piratininga. Como sempre acontece, esperamos visitantes e compradores de toda a região. Normalmente vêm pessoas até de outros estados”, diz o delegado da Ciretran em Bauru, Eliseu de Freitas Costa.

Apesar de o leilão ocorrer entre quinta (21) e sexta-feira (22), já na quarta-feira (20) os interessados podem visitar o pátio da Ciretran para conferir os cerca de 500 carros e 800 motos que serão leiloados. O Pátio Bauru fica na rua Fortunato Resta, 11-35, na Vila Giunta.

Visitar um pátio de automóveis antes de um leilão é justamente uma das dicas de quem entende do assunto para quem quer fazer um bom negócio. E quem passar pelo pátio de Bauru poderá encontrar, além de motos de vários tamanhos e modelos, carros em bons estados, como um Fiesta ano 2008 e um EcoSport modelo 2007, entre outros.

Outra dica é analisar quanto o veículo pretendido vale no mercado. “Para o negócio ser vantajoso, o carro ou a moto devem ser arrematados com no mínimo 30% de vantagem em relação ao preço tabelado pelo mercado”, aconselha Gustavo Moretto Guimarães de Oliveira, leiloeiro oficial da Sumaré Leilões. (Confira mais dicas no infográfico desta página).

 

Origem

Segundo o delegado da Ciretran, os veículos leiloados normalmente são aqueles apreendidos por infrações administrativas, como multas ou falta de licenciamento, e não foram resgatados por seus proprietários.

“Muitas vezes as pessoas preferem abandonar o veículo no pátio a regularizá-lo. Isso acontece principalmente com as motocicletas”.

Quem opta por um veículo em condições de voltar às ruas e com documentação, vai arcar com as despesas da transferência e de possíveis reparos. Dívidas como multas, por exemplo, serão pagas pelo leilão.

Para os “marteleiros” de primeira viagem, o leiloeiro explica que é preciso fazer um cadastro com os dados pessoais antes do início do leilão. Ao arrematar um item, o arrematante precisa deixar um cheque no valor do bem, mais os 5% do leiloeiro. “As pessoas encontram boas oportunidades nos leilões, tanto que realizamos cerca de oito eventos do tipo por mês”.

A relação completa do leilão e fotos pode ser conferida no site www.sumareleiloes.com.br.

 

  • Serviço

O leilão das Ciretrans de Bauru e região está marcado para as 10h30 dos próximos dias 21 e 22 no Salão Espaço Bauru, que fica na rua José Ruiz Peregrina 6-60, Vila Aviação. Vale lembrar que no dia 20 o pátio da Ciretran estará aberto à visitação, assim como os dias 21 e 22. 

 

‘Bom negócio depende de atenção’

Um dos fatos que prova a lucratividade da compra de veículos leiloados é a existência de várias empresas que vivem exclusivamente da compra de bens em leilões e da venda destes posteriormente.

Entretanto, esse é um desejo de muitas pessoas que ficam de olho quando um lance inicial é bom, o que vai inflacionando o preço. E, aquilo que parecia uma boa oportunidade acaba não se concretizando, segundo o economista e professor da Instituição Toledo de Ensino (ITE) Wagner Ismanhoto.

“Porém, não existe uma regra nesse sentido. O que as pessoas não devem fazer jamais é comprar um veículo, por melhor que pareça o preço, sem antes fazer uma visita e conhecê-lo. Inclusive os leilões permitem, divulgam e incentivam as pessoas a conhecerem os produtos antes de apresentarem as suas propostas. Para todos os casos, a dica é sempre buscar por informação em todos os detalhes e características do bem de interesse”, finaliza.
 

Fonte: http://www.jcnet.com.br

Você também pode gostar...