Veículos: veja o que fazer para evitar a aquaplanagem

Em dias de chuva, o motorista deve redobrar a atenção no trânsito, afinal são em dias assim que costumam acontecer os acidentes mais graves. Um dos principais riscos em dia de chuva é a aquaplanagem.

A aquaplanagem é o deslizamento do carro sobre uma camada de água, que ocorre quando os pneus perdem a tração, por não terem a capacidade de expulsar a água que existe na pista.

Segundo a Bridgestone, fabricante de pneus, a aquaplanagem ocorre devido ao nível de desgaste dos pneus e depende da velocidade do carro ao atingir a lâmina de água, o que pode alterar a sua trajetória e, em casos mais graves, causar um acidente.

Cuidados com os pneus
Para evitar risco em dias de chuvas, evite andar com os pneus carecas. O gerente-geral de engenharia de vendas da Bridgestone do Brasil, José Carlos Quadrelli, explica que os sulcos dos pneus são responsáveis pela drenagem da água do asfalto.

“No caso da chuva, a pouca ou nenhuma profundidade dos sulcos compromete o escoamento da água que fica entre o pneu e o piso, o que aumenta significativamente o risco de aquaplanagem e a perda do controle da direção”, comenta.

Para garantir a aderência dos pneus no asfalto, o ideal é que a profundidade mínima dos sulcos não ultrapasse a indicação TWI (Trad Wear Indicators), que são os ressaltos da borracha vistos dentro dos sulcos. “Abaixo de 1,6 mm de profundidade, em qualquer parte dos sulcos, o pneu passa a ser considerado careca e, além de perigoso, passível de autuação pelas autoridades”, diz Quadrelli.

Fique atento
Para prolongar a vida útil dos pneus, muitos motoristas optam por mandar riscá-los ou frisá-los. Esta atitude pode danificar o pneu, fazendo com ele perca a resistência e possa estourar em pleno movimento, além de comprometer a aderência com o solo.

Outra dica para trafegar com segurança em dias de chuva é manter a calibragem dos pneus indicada pelo fabricante do veículo, ter os quatro pneus com a mesma medida e desenho, que garantem capacidade de drenagem por igual, fazer o rodízio a cada oito mil quilômetros e procurar trocar os pneus juntos.

Velocidade
Especialistas em segurança no trânsito recomendam que nos dias de chuva não se trafegue em velocidade acima de 80 quilômetros por hora.

Até porque não são todas as estradas brasileiras que possuem sistema de escoamento, drenagem e captação de águas fluviais, portanto, quando estiver dirigindo em dias de chuvosos, sempre olhe pelo retrovisor e veja se você consegue ver as marcas dos seus pneus da estrada. Caso não consiga vê-las, cuidado, pois o risco de aquaplanagem é maior.

Em caso de aquaplanagem, é importante que o motorista retire imediatamente o pé do acelerador e não pise bruscamente no freio. Segure firme o volante para manter as rodas retas e, quando sentir que os pneus retomaram o contato com o chão, gire levemente a direção de um lado para outro até sentir que o veículo recuperou a aderência.

Fonte: infomoney

Você também pode gostar...