Versão Grand melhora colocação do Fiat Siena no ranking de vendas

Recém-lançado no mercado brasileiro, o Grand Siena já demonstra que tem potencial para aumentar as vendas da Fiat no segmento dos sedãs compactos. Apesar da alcunha diferenciada, o novo carro é somado ao Siena Fire – versão de entrada que corresponde ao sedã da geração anterior – no ranking de vendas da Fenabrave. Na primeira quinzena de abril, a chegada do Grand Siena foi responsável por fazer o modelo saltar da 20º colocação entre automóveis e comerciais leves anotada em março para o 13º lugar.

A Fiat não revela a participação do Grand Siena no mix de vendas do sedã, mas uma análise comparativa de vendas entre a primeira quinzena de março, quando o modelo ainda não estava disponível no mercado nacional, e os primeiros quinze dias de abril comprova o impacto comercial do lançamento. O Siena registrou 1.708 unidades no primeiro arco do mês passado, e agora contabilizou 2.645 vendas. O aumento é de nada menos que 55%. A Fiat estima que 70% dos Grand Siena vendidos sejam da versão 1.4, 25% da versão com motor 1.6 e 5% da versão Tetrafuel.

Agora independente do hatch Palio, a nova geração do Siena se posiciona entre o antigo Siena – mantido nas configurações básicas EL 1.0 e EL 1.4 – e o Linea. O objetivo da Fiat é conquistar o consumidor interessado em sedãs compactos com dimensões generosas, que oferecem conforto semelhante ao de modelos de segmentos superiores. Os principais competidores do três volumes italiano são Chevrolet Cobalt e Nissan Versa. O Siena antigo foi reposicionado e agora custa R$ 31.180 na versão 1.0 e R$ 33.300 na versão 1.4. Já o Grand Siena começa em R$ 38.710, com motor 1.4, e chega a R$ 52.020 na versão completa com motor 1.6.


Leia também:

Em treino desfalcado, Rosberg faz melhor tempo do dia no Bahrein

Toyota Hilux quebra o recorde de maior percurso realizado na Antártica

Qual é o melhor carro 1.0 à venda no Brasil?

Fonte: Uol

Você também pode gostar...